Sua árvore já esta cheia de nome e datas, é hora de colocar histórias. Além daquelas que você conhecia ou conheceu depois que começou esta jornada conversando com as pessoas de sua família.

Caso você tenha lido os primeiros posts, Montando sua árvore I e Montando sua árvore II, sabe que chegou a hora de procurar informações fora do Family Search.

Uma ferramenta ótima é o Google, parece mentira mas você pode descobrir muita coisa. Coloque o nome de seus antepassados entre aspas, pois assim a procura será pelo termo exato. Vejo o que pode te interessar, entre leia, tente garimpar tudo que puder.

Em minhas procuras no Google, descobri alguns sites brasileiros:

Biblioteca Nacional – Hermeroteca Digital Brasileira

Para mim, o melhor site para conhecer um pouco mais da história de seus familiares. São revistas e jornais antigos digitalizados, podem ser usados como fonte de informação mas não podem ser copiados.

Antigamente jornal era o maior meio de circulação de informação. Através dele eram feitas comunicações sobre provas para cargos públicos, dívidas, condenações, convocações, fechamento de firmas, nascimento, falecimento, muita informação.

Profissão

  • convocação para provas e entrevistas – descobri as provas que meu bisavô fez para entrar na alfândega, prova oral, escrita de português e matemática.
  • lista com funcionários públicos com seu cargo e endereço – mais uma informação que consegui, a evolução dos meus bisavôs em seus cargos e o local onde moravam.
  • lista com profissionais de cidades pequenas – lista como comerciantes, médicos, dentistas, …

Nomes e datas

  • comunicado de missa de sétimo dia – era muito comum colocar no jornal um anuncio da missa e nele é possível conhecer, ou confirmar, nomes de esposa(o), filhos, data do falecimento, idade. Informações que muitas vezes estão em conflito nos documentos. Consegui saber o real nome de minha bisavó, que era bem confuso, justamente em um comunicado.
  • comunicado de casamento – comum também na época, pode ser usado para coletar mais informações que não sabemos ou que estava conflitante
  • fechamento/abertura de comércio – mais uma vez por conta de falecimento, ou por venda, era colocado no jornal um anuncio comunicando a sociedade do que acontecia. Consegui encontrar a data de falecimento de uma de minhas bisavós, em um anuncio desses.

Histórias

Neste caso, é só por diversão mesmo. É descobrir histórias sobre as pessoas.

Descobrir que seu bisavô pediu dinheiro ao ministério da justiça para pagar a óleo diesel das lamparinas da delegacia. Ou que foi processado pela pessoa que morava de favor em sua casa para ter a posse do imóvel por usucapião, que foi negada pelo juiz.

Jusbrasil

Aqui você tem acesso a Diários oficiais digitalizados. Consegui mais informações trabalhistas, o que ajuda pouco na árvore, conta apenas para conhecer mais sobre as pessoas.

Procure sempre o nome do seu parente entre aspas para a procura ser exata.

Arquivo Nacional

Neste site é possível acessar certidões, cartões de imigração, entre outras informações. Não consegui nada sobre minha família por conta das datas. Mas sempre vale a pena procurar.

Agora é com vocês. Vou ficar por aqui procurando novas fontes de informações, caso vocês saibam outras opções, deixem aqui nos comentário. Boa sorte!