Compra dos Dólares

Depois de ter uma estimativa do valor que irá gastar, é o momento de se preocupar com a compra dos dólares e também com a escolha de como irá levar este valor.

Cartão de Crédito

Comprar com o cartão de crédito é prático e fácil, porém tem suas desvantagens.

O dólar pago será o do dia da fatura. Se houver um aumento grande na cotação, você poderá pagar mais do que pensava em gastar. Além disto você ainda pagará a taxa de 6,38% do IOF em cima de suas compras.

Para compensar, o valor da cotação para o pagamento dos dólares é o comercial, normalmente bem mais em conta que o turismo.

Além de que você comprando no cartão ganha milhas, se seu cartão possuir este benefício.

Travellers cheques

São como cheques comuns mas com valores pré-determinados, são muito seguros pois contam com um seguro contra roubo e além disto não tem prazo de validade.

O lado ruim é que os valores dos cheques são pré-determinados, e ao pagar suas contas as lojas podem ou não te devolver o troco em moeda local. Algumas não dão troco e outras não aceitam.

Hoje em dia é muito pouco usado por não ter as facilidades dos cartões de crédito/débito.

Cartão de Débito

Esta opção era uma das mais vantajosas antes da mudança nas regras para este tipo de compra. Você pagava uma taxa de 0,68%, que foi alterada no dia 28 de Dezembro e passou a ser de 6,38% mas a cotação usada continua sendo a do dólar turismo.

Depois de contratar um cartão com uma corretora de sua escolha, você só pode carregá-lo com esta mesma corretora.

Em caso de roubo pode ser bloqueado imediatamente.

O bom é a segurança e o controle dos gastos além de conhecer e poder negociar a cotação na compra dos dólares. Você sabe exatamente quanto tem para gastar. E pode controlar o saldo, em algumas bandeiras, até pelo celular.

Além das corretoras hoje vários bancos oferecem este serviço. Pesquise e veja a opção que melhor atende suas necessidades.

Saiba mais sobre a mudança no IOF aqui.

Dinheiro em espécie

Esta é a forma mais comum, a moeda em espécie.

Aceito em qualquer lugar sem nenhum problema. Porém é pouco seguro, se for roubado não tem outra escolha que não se conformar.

A taxa pode ser negociada, mas normalmente usam a cotação do dólar turismo.

Minha escolha para compra dos dólares

Pensamos muito nos prós e contras e a nossa escolha foi levar uma parte em espécie e o resto em cartão de débito.

Como iríamos andar muito de táxi, resolvemos comprar uma pequena parte dos dólares em espécie para o facilitar o pagamento do transporte e também pequenos gastos como água, sorvete e etc.

O restante dos dólares dividimos em dois cartões de débito com bandeiras diferentes. E para cada um pedimos um cartão adicional porque em caso de roubo um estaria bloqueado porém o outro habilitado.

Além disto, levamos nossos cartões de crédito, que nem chegamos a usar, mas em caso de uma emergência poderia nos salvar.

Hoje em dia, depois das mudanças para compras em cartão de débito, faria uma escolha diferente, afinal o dólar usado para cotação do cartão de crédito é o comercial bem mais em conta que o turismo.

Se você for levar seu cartão de crédito, não deixe de verificar com a emissora do cartão se existe a necessidade de habilitar seu cartão para ser usado no exterior no período da viagem. Se você não fizer isso, poderá ter sua compra recusada.

Não deixe de levar os telefones das centrais de atendimento dos cartões e de seu banco. Leve mais de uma cópia e deixe em lugares diferentes. Se você perder ou tiver seu cartão roubado, terá como fazer contato rapidamente.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *