Com certeza alguma vez você pensou em como se originou sua família, seja por curiosidade, por conta de histórias passadas entre gerações, ou para conseguir uma dupla nacionalidade.

No meu caso, tinha uma pessoa, minha avó, que passava horas me contando sobre sua família que veio da Espanha. Sempre tive vontade de conhecer mais sobre eles. E a oportunidade surgiu.

Assisti um vídeo no canal Vou Mudar Para Portugal com um casal, Luiz e Sandra, encantadores, que trabalham com a descoberta de antepassados portugueses. A forma apaixonada como falavam me inspirou para tentar descobrir mais sobre meu passado.

Sem perder tempo fui atras de informações de como fazer a minha própria árvore. Confesso que é um processo complicado, as informações não são claras, os documentos muitas vezes tem erros, e com o problema da pandemia teria que conseguir fazer tudo online. Não se engane é um garimpo.

Caso prefiram receber a árvore pronta, este casal me pareceu especialista, a empresa é Genealogia Lusa e como nome diz trabalha com antepassados portugueses. Já se você é como eu e gosta de desafios, vamos arregaçar as mangas e começar a garimpar.

Eu comecei criando uma conta no Family Search, site muito bem avaliado por todos os lugares que encontrei sobre o assunto. Engloba informações de outros sites e fácil de usar.

Depois de colocar as informações que você conhece, nome de seus pais, avós, bisavós, datas de nascimento, casamento e falecimento, o programa passa a te mostrar aquilo que encontra sobre estas pessoas. É importante saber que apenas informações de pessoas declaradas como falecidas são divulgadas para outros usuários.

Neste momento você terá muita coisa para pesquisar. Foque em cada um de seus passos, preste atenção aos documentos, eles te dão mais informações do que apenas as listadas. Aos poucos vou trazendo mais dicas para facilitar o trabalho.