Aquário pronto, hora de fazer os primeiros testes, antes de colocar seus peixes. Como disse no post anterior, preferi colocar os peixes logo, mas me arrependi. Deixe o aquário trabalhar um pouco, criar bactérias. Aquarismo é paciência.

Primeiro passo, testar o pH. Um dos testes mais importantes e essenciais para manter o ambiente propício para seus habitantes. Pois uma mudança brusca pode acabar causando até a morte de seus peixes.

Comprei de inicio o teste de pH da Labcom, que me atendeu por muito tempo, porém li que o Mbreda é mais preciso e apesar de mais cara dura bastante tempo. Hoje tenho os dois, a variação é de 0,2 de um para o outro.

O da Labcom, basta coletar 5 ml da água de dentro do aquário, colocar 3 gotas da substância que vem no kit, e esperar por 3 minutos e comparar o resultado. Comprei uma seringa para facilitar a coleta.

O da Mbreda, já vem com a seringa no kit, basta coletar 5 ml da água do aquário, colocar uma gota e conferir.

Confesso que achei mais simples comparar as cores do Mbreda, deve ser por isso que o classificam como mais preciso. No caso do pH estar diferente daquele que seus peixes precisam, existem meios de se conseguir alterar o pH com tipos de pedras, troncos e também com substâncias. Porém estas precisam ser só paliativas, até que o problema seja solucionado. Para este momento de emergência, usamos o Neutral, para que o pH se aproxime mais do 7,0.

Outro teste essencial é o da presença de amônia. Lembre-se que ela é produzida pelos restos que acabam sendo depositados no aquário. A presença das bactérias ajudam na eliminação mas uma filtragem correta e a troca parcial periódica de água são necessárias para manter os níveis baixos.

No teste que uso, basta coletar 5 ml da água de dentro do aquário, colocar 8 gotas da substância 1 e 4 da substância 2, espere 3 minutos para ler o resultado. No caso da amônia é preciso colocar os resultados dentro da tabela que vem no produto, será preciso o pH e temperatura da água para analisar.

Como faço troca parcial da água e limpeza da água toda semana, a amônia do meu aquário sempre se mantem zerada. Mas caso acorra o aumento é preciso que se investigue o porque esta acontecendo. Um pico pode acontecer se um peixe morrer no aquário por exemplo, porque haverá aumento de matéria orgânica.

Mais um teste, não diria essencial mas importante, dureza em carbonatos KH. Responsável pelo tamponamento do aquário, sua função é indicar o quanto o pH é estável. Para facilitar, quanto maior o KH, mais estável o pH.

Basta coletar 5 ml da água do aquário e ir colocando gota a gota, a cor inicial verde, passará a rosa, basta contar quantas gotas foram necessárias, cada gota corresponde a um grau °dH. Para saber o resultado é preciso conferir na tabela.

O teste de GH, ou teste de Dureza Geral, como no KH é importante mas não essencial. Este teste irá te mostrar a densidade da água de seu aquário, alguns animais precisam de uma dureza específica, é bom verificar antes de colocar os animais. No meu aquário a água é mole, meus peixes vivem bem.

Mais complexo de realizar, colete 5 ml, pigue 2 gotas da solução 1, tampe e agite, coloque uma medida, uma colher bem pequenininha, do material do frasco 2, tampe e agite novamente, daí basta colocar uma a uma gotas do frasco 3 até que mude da cor rosa para azul. Anote o número de gotas e confira na tabela que vem com produto.

Aqui um vídeo bem explicativo que encontrei em minhas pesquisas:

Água testada, hora de colocar seus peixes.